Presidente do Senado nega ter recebido propina da empreiteira Mendes Júnior

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 25 de maio de 2007 as 18:14, por: cdb

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou, nesta sexta-feira, nota em que se defende do conteúdo de reportagem da revista Veja. Renan afirma que “jamais recebeu qualquer recurso ilícito ou clandestino de qualquer empresa ou empresário”.

 No texto, o senador disse que “jamais tive qualquer despesa ou gasto pessoal ou de meus familiares custeados por terceiros. Meus compromissos sempre foram honrados com meus próprios recursos. É intolerável que de um turbulência cincunscrita à minha mais íntima privacidade se queira extrair ilações desarrazoadas e conclusões perversas”.

Na nota Renan disse que “as doações efetuadas para minhas campanhas eleitorais foram efetivadas em absoluta conformidade com a lei e constaram das respectivas prestações de contas”.
 
Na nota ele defendeu a liberdade de imprensa. “Sempre defendi a liberdade de imprensa. É pedra angular do regime democrático. Mas seu exercício pressupõe seriedade e responsabilidade”, afirmou no comunicado.

Reportagem da Veja aponta que Renan teria parte de suas despesas pessoais bancadas por esquema financiado pela construtora Mendes Júnior. Em nota, a construtora negou o suposto pagamento. “Sobre os pagamentos mencionados, não existe, nem nunca existiu, qualquer participação da Mendes Júnior”, diz a nota.

De acordo com a Veja, o pagamento seria feito pelo lobista da construtora, Cláudio Gontijo, assessor da diretoria de Desenvolvimento da Área de Tecnologia da Mendes Júnior.

Entre as despesas que seriam arcadas por ele estaria o aluguel de R$ 4.500 de um apartamento de quatro quartos em Brasília para a jornalista Mônica Veloso –com quem Renan tem uma filha. Ele também pagaria uma pensão mensal de R$ 12 mil para a jornalista. Veloso não foi localizada até o momento.

No mês passado, Renan reconheceu a paternidade de Maria Catharina Freitas Vasconcellos Calheiros, de quase 3 anos, filha de Mônica Veloso, segundo reportagem da Folha (só para assinantes) do dia 12 de abril.