Presidente do Flamengo entrega documento que o envolve em crime federal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de agosto de 2001 as 16:31, por: cdb

A CPI do Futebol no Senado vai pedir à Receita Federal e ao Banco Central que apurem indícios de crime de evasão de divisas e sonegação fiscal envolvendo o Flamengo. O documento que indica a suposta prática desse crime foi entregue pelo próprio presidente do clube, Edmundo Silva, em depoimento hoje à comissào. O relatório de uma auditoria contábil contratada por ele próprio confirma a existência de uma conta nas Ilhas Cayman, cujo saldo seria, em maio de 2000, U$ 900 mil.

Edmundo Silva, que havia negado conhecer contas do time em paraísos fiscais, foi surpreendido com a informação contida no relatório que ele mesmo entregou à CPI. Indagado sobre o conteúdo do relatório, o presidente do Flamengo disse que não se lembrava dessa conta e nem sabia se ela já teria sido encerrada conforme recomendou a auditoria.

– Não tenho que me lembrar de tudo. Vou checar o que aconteceu e prometo dar os esclarecimentos à CPI tão logo tenha resposta – justificou.