Presidente da Comissão de Arbitragem considera boa atuação de Marcelo Lima

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 as 13:10, por: cdb

O presidente da comissão de arbitragem do Rio de Janeiro, Jorge Rabello, considerou boa a atuação do juiz Marcelo de Lima Henrique na final da Taça Guanabara. O desempenho do árbitro foi muito questionado pelo Botafogo, que perdeu a decisão do primeiro turno por 2 a 1 para o Flamengo.

– No somatório, ele teve uma atuação nota 7,5. Considerei um bom desempenho, o Marcelo acertou em todos os lances que poderiam ter alterado o placar, declarou o dirigente, que fez ressalvas apenas à participação do juiz na parte disciplinar.

– Ele se perdeu em alguns momentos, como acontece com um goleiro que toma um frango ou um atacante que perde um gol. Depois daquela confusão (após o gol de empate do Flamengo), ele precisou daqueles dez, 15 minutos para recolocar o raciocínio em forma, opinou Rabello.

Logo após a cobrança de pênalti de Ibson, que deixou o jogo empatado por 1 a 1, o goleiro Castillo segurou a bola e se desentendeu com Souza. Uma confusão generalizada foi formada dentro da área botafoguense, que acabou com uma expulsão para cada lado: Souza e Zé Carlos.
– Em confusões generalizadas, é normal que o árbitro expulse o jogador de cada time que iniciou a briga. Ainda não conversei com o árbitro, mas queria saber por que o atleta escolhido do Botafogo foi o Zé Carlos. No meu entendimento, os atletas a serem expulsos seriam o Castillo e o Souza, disse o presidente da comissão de arbitragem.

Para Jorge Rabello, os problemas poderiam ter sido evitados se o árbitro estivesse próximo desde o início.

– Achei que ele se equivocou ao ir para o meio-campo. Se ele toma uma atitude preventiva e corre em direção à área, poderia ter evitado tudo. Também acho que faltou um pouco de cooperação dos assistentes, o árbitro ficou órfão, concluiu.

Todos os erros apontados pelo presidente da comissão foram disciplinares. Nos demais aspectos, o juiz recebeu nota dez. O pênalti marcado a favor do Flamengo é motivo de uma das reclamações do Botafogo.