Presidente argelino vaiado por centenas de manifestantes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 24 de maio de 2003 as 11:45, por: cdb

O presidente argelino Abdelaziz Buteflika foi vaiado neste sábado por centenas de pessoas, que atiravam pedras e gritavam “poder assassino”, quando chegou a Bumerdes, 50 km ao leste de Argel, para observar os prejuízos causados pelo forte terremoto da última quarta-feira (21) à noite.

Protegido por um grande dispositivo de segurança, integrado por policiais à paisana, o presidente teve que encerrar sua visita antes do previsto por causa da multidão enfurecida, que era controlada com dificuldades pela polícia.

“Nos falta de tudo, não temos nada”, gritaram os manifestantes.

O presidente entrou rapidamente em seu automóvel cinco minutos depois de sua chegada e a comitiva abandonou o lugar sob uma chuva de pedras e insultos.

Segundo o último balanço oficial, 1.785 pessoas morreram e 7.691 ficaram feridas no terremoto da última quarta-feira (21) à noite em Argel e seus arredores.