Presença da torcida do Corintians no Japão surpreende atacante Paolo Guerrero

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 8 de dezembro de 2012 as 14:59, por: cdb

Neste sábado, o Corinthians realizou mais um treinamento no Wave Stadium, na cidade de Kariya, no Japão. Na Terra do Sol Nascente, o Timão busca o Bi Mundial de Clubes da FIFA a partir de quarta-feira, às 08h30, em Toyota, onde entra em campo para enfrentar Sanfrecce Hiroshima ou Al Ahly. Após o treino, o atacante Paolo Guerrero atendeu os jornalistas e falou sobre a torcida corinthiana.

Paolo Guerrero
Após o treino, o atacante Paolo Guerrero atendeu os jornalistas e falou sobre a torcida corinthiana

– Eu já havia escutado que a torcida é a maior do Brasil e agora pude encontrar corintianos em Dubai, no Japão, na despedida no Brasil, foi muito legal. É um time com uma torcida muito grande. Nunca tive uma despedida como tive agora indo para Dubai, para mim isso significa muito”, disse Guerrero. “Quero fazer gols para a torcida corinthiana, que agora faz parte da minha vida”, continuou o atacante peruano.

Durante a entrevista, Guerrero falou também sobre a importância da possível conquista do título para o Peru, seu país de origem.

“Quando um jogador consegue um título para um time grande como o Corinthians, para o Brasil, representar o seu país também é importante”, comentou Guerrero.  “Se ganhar o título, não só a gente do Brasil vai ficar feliz, mas gente do Peru também, que está torcendo para o Corinthians agora”, fechou o jogador.

Um dos heróis da inédita – e invicta – conquista da Copa Santander Libertadores, o goleiro Cássio também conversou após o treinamento do Corinthians no Wave Stadium, na cidade de Kariya, no Japão, neste sábado (8). O jogador se mostrou impressionado com a presença da Fiel no país.

– Ficamos felizes com esse apoio, nunca imaginava, a gente leva para o lado positivo. A euforia é do lado de fora, estamos centrados, é um desafio difícil, mas não impossível – disse Cássio.

– Estamos focados, concentrados. Depois da Libertadores, houve uma cobrança grande, passamos por um teste e nos demos bem, tivemos de conciliar o Brasileiro e o Mundial. O time está bem calejado e está pronto para esse desafio – completou o goleiro.