Prêmio Nobel de Economia diz que OMC prejudica países em desenvolvimento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 28 de agosto de 2003 as 13:59, por: cdb

O Brasil tem que conseguir um tratamento comercial mais adquado no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC), defendeu nesta quinta-feira o prêmio Nobel de Economia 2001 Joseph Stiglitz. Ele afirmou que atualmente há um ambiente desigual no comércio internacional que prejudica os países em desenvolvimento. De acordo com Stiglitz, é necessário encontrar saídas dessas regras na OMC.

O prêmio Nobel de Economia afirmou ainda que “o interesses dos Estados Unidos não reflete o interesse do povo americano, mas interesses específicos”, disse, ao acrescentar que a proibição de fabricação de medicamentos pelos países em desenvolvimento, como os remédios utilizados no tratamento da Aids, não representam os interesses da maioria dos americanos, mas do setor farmacêutico.

— Vocês têm que aproveitar a democracia, não podem aceitar um acordo injusto para o seu povo (brasileiro) como o caso de remédios — afirmou. Joseph Stiglitz participou em São Paulo do seminário “Público e Privado: Parceiros do Novo Modelo de Desenvolvimento”.