Premiê chinês culpa EUA por tensão entre os dois países

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 14 de março de 2010 as 13:16, por: cdb

Os Estados Unidos são os responsáveis pelas recentes tensões entre Pequim e Washington e devem tomar a iniciativa para reparar as relações entre os dois países, disse neste domingo o premiê chinês Wen Jiabao, indicando que as duas potências ainda não superaram as últimas desavenças. Wen afirmou que as ações dos Estados Unidos, incluindo a visita a Washington do líder tibetano, Dalai Lama, e a venda de armas para Taiwan, violaram a soberania e a integridade territorial da China.

– A responsabilidade pelos problemas nas relações entre os EUA e a China não é do lado chinês, mas do norte-americano – declarou Wen, durante entrevista a jornalistas, após evento parlamentar na China.

A China considera Taiwan sua província, a ser unificada pela força se necessário, e acusa Dalai Lama de separatismo. Pequim e Washington também tiveram diferenças recentes por conta de comércio, câmbio e do controle chinês sobre a Internet. O premiê Wen não respondeu diretamente às perguntas sobre a ameaça do gigante Google de deixar a China por causa de censura.

Ele também não falou sobre os empregados da mineradora Rio Tinto que enfrentam processo no país por causa de corrupção. O encontro com jornalistas após o evento parlamentar anual é uma oportunidade para Pequim estabelecer o tom de suas políticas. Wen pressionou para que os países desenvolvidos flexibilizem os controles sobre exportação de alta tecnologia para a China e defendeu o iuan ancorado no dólar como um fator para a estabilidade global.