Prefeitura deve cassar 10 barracas na orla no RJ

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de janeiro de 2004 as 09:02, por: cdb

Pelo menos dez barraqueiros de Copacabana deverão ter as licenças cassadas pela prefeitura do Rio de Janeiro por terem cercado a areia e vendido mesas e cadeiras na noite do réveillon. O processo para a revogação das permissões, porém, deverá levar pelo menos 30 dias.

Na maioria dos casos, os barraqueiros foram identificados por fotos tiradas pelos fiscais da prefeitura. Os barraqueiros cobravam em média R$ 60 pelo aluguel das mesas. As vagas abertas com as cassações serão redistribuídas, possivelmente por sorteio, a outros ambulantes inscritos numa fila de espera.

Na tarde do dia 31 a prefeitura ainda teve que conviver com outro problema. Moradores de alguns prédios de Copacabana quiseram cercar o canteiro central da Avenida Atlântica para fazer ali mesmo suas ceias da virada do ano. No Leme, por exemplo, isto foi tentado por 30 moradores de um prédio, mas os fiscais conseguiram impedir.