Prefeitura Casa Própria – Prefeito vistoria novo cadastramento que vai até 9 de março

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 09:14, por: cdb

JUIZ DE FORA – 28/2/2012 – 12:07

Prefeitura Casa Própria – Prefeito vistoria novo cadastramento que vai até 9 de março

Até o dia 9 de março, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) realiza o cadastramento das famílias interessadas em uma moradia na segunda fase do programa Prefeitura Casa Própria II, realizado em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), por meio do Minha Casa, Minha Vida. O cadastro teve início na última segunda-feira, 27, no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), onde 200 servidores da PJF atendem à população interessada, entre 8h e 20h. Até o final da manhã desta terça-feira, 28, cerca de 1.800 pessoas já haviam se cadastrado. O prefeito Custódio Mattos, a secretária de Assistência Social, Tammy Claret, e o diretor-presidente da Emcasa, Daniel Ortiz, estiveram no CCBM, na manhã desta terça-feira, com o objetivo de vistoriar o trabalho.

“O investimento em moradias para pessoas com esta faixa de renda (renda familiar de R$ 1.600) representa a melhor política urbano social que o município pode executar, porque interfere diretamente em questões como as moradias em áreas de riscos ou em loteamentos irregulares”, destacou. “Só na primeira fase do programa, 381 famílias residentes em áreas de risco foram contempladas com a casa própria”, afirmou Custódio.

A Prefeitura de Juiz de Fora, em parceria com a CEF, divulgou a segunda edição do Programa Prefeitura Casa Própria / Minha Casa, Minha Vida 2 no dia 18 de janeiro. O prefeito Custódio Mattos anunciou a meta de construir mais 2.890 moradias no município a partir de 2012. Somente na primeira fase, foram 2.632, que já estão sendo entregues. Ao final das duas edições do programa, cerca de 24 mil pessoas terão um local digno e seguro para morar, o que significa “o dobro de um município como Bicas”, exemplificou Custódio.

Quem já concorreu

Os cadastrados no Prefeitura Casa Própria / Minha Casa, Minha Vida 1 só concorrerão à segunda edição do programa se fizerem o recadastramento. Para isso, receberam uma carta informativa com data, hora, local e documentos necessários. Quem ainda não tem cadastro pode comparecer ao Espaço Mascarenhas em qualquer horário de atendimento. O candidato deve informar sua renda bruta, dependentes que residem com ele e se é beneficiado com o Bolsa Família. Ainda não está definida a quantidade de moradias destinadas aos habitantes de áreas de risco. Também não há previsão de data e local para o sorteio, que será público, sem restrições quanto ao número de presentes. O Minha Casa, Minha Vida 2 prevê que mulheres separadas podem adquirir um imóvel mesmo sem a outorga do cônjuge ou no caso em que não houve divórcio judicial. Essa modalidade é limitada às famílias com renda mensal de até R$ 1.395. Nos demais casos, a renda familiar deve ser de R$ 1.600.

O funcionário público, Valdir Pinheiro da Silva, 51 anos, morador do Bairro Santa Luzia, pai de quatro filhos, está feliz com a nova oportunidade. “Quero garantir uma residência para os meus filhos”, afirmou.

Prefeitura Casa Própria / Minha Casa, Minha Vida 1

De 1997 a 2008, durante três mandatos, a administração municipal entregou 1.330 residências em programas habitacionais. No governo de Custódio Mattos, Juiz de Fora tornou-se uma das cidades com maior número de unidades habitacionais em construção voltadas para famílias que ganham até três salários mínimos, graças à viabilização de terrenos, obras de infraestrutura e demais ações da PJF para implantar os empreendimentos. Atualmente, são 2.632 casas e apartamentos que estão sendo entregues às famílias cadastradas no programa Prefeitura Casa Própria. A cidade posiciona-se à frente, inclusive, de estados em número de unidades habitacionais. Considerando outras faixas salariais, são mais cerca de sete mil unidades em construção.

O investimento em habitação popular é uma das ações políticas mais eficazes, já enfrenta, de uma só vez, sérias questões urbanas e sociais, como as invasões em áreas de riscos, loteamentos clandestinos e desordenamento urbano. A iniciativa permite que as famílias passem a morar em áreas com total infraestrutura, resgatando a cidadania.

Atualmente, são nove novos empreendimentos na cidade, nos quais a PJF investiu cerca de R$ 8 milhões em terrenos e obras de infraestrutura para as construções. Os agraciados foram encaminhados à CEF para a efetivação do contrato de financiamento em condições especiais, de acordo com o perfil de cada um, sendo que as prestações do imóvel não ultrapassam 10% da renda familiar. No dia 30 de julho de 2011, PJF e Caixa entregaram o Condomínio Vivendas Belo Vale, no Bairro São Geraldo; em 10 de dezembro, foram entregues as chaves do Residencial Belo Vale I, no Barbosa Lage; e, no último dia 13, os contemplados do Residencial Belo Vale II, também no Barbosa Lage, receberam suas chaves. A previsão é de que todos os nove empreendimentos sejam entregues aos moradores até julho deste ano.

* Informações com a Secretaria de Comunicação Social pelos telefones 3690-7599 / 7245.
PREFEITO