Prefeito nega urgia com adolescentes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de setembro de 2003 as 11:45, por: cdb

O prefeito de Porto Ferreira (SP), André Braga, negou ter conhecimento das orgias com adolescentes, promovidas por vereadores da cidade, e afastou suspeitas da sua participação. Em seu primeiro depoimento sobre o caso, Braga disse que a Prefeitura abrirá uma sindicância para averiguar a participação de funcionários públicos nas orgias.

Segundo a Globonews, o suplente de vereador e garçom Walter Mafra, acusado de aliciar as menores e levá-las aos locais das festas, teria citado o nome do prefeito em seu depoimento à polícia, sem, contudo, acusar sua participação. Adolescentes aliciadas teriam dito que um carro semelhante ao usado pela Prefeitura costumava ficar estacionado nos ranchos onde acontecciam as festas.

Nesta segunda-feira, a Câmara Municipal da cidade passa a funcionar com os suplentes dos veradores Luís César Lanzoni (PTB), presidente da Casa, Laércio Storti (PSDB), João Lázaro (PSDB), Luiz Borceda (PSDB), Gerson Pelegrini (PV) e Edivaldo Biffi (PL), envolvidos no caso. A Câmara deve votar a composição de comissão para processar os parlamentares envolvidos.

Afastamento do PSDB

Questionado sobre o caso, já que três vereadores acusados são do PSDB, o governador Geraldo Alckmin pediu cautela na acusação dos parlamentares, mas afirmou que, caso seja comprovado o envolvimento, a expulsão do partido deve ser imediata.

Na semana passada, a comissão de ética do partido abriu uma investigação sobre a conduta dos políticos presos.