Prefeito do Rio diz que sambódromo poderá ser ampliado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de novembro de 2003 as 20:05, por: cdb

A proposta de ampliação da Passarela do Samba depende da empresa de cervejaria Brahma, cuja fábrica desativada fica ao lado do Sambódromo, afirmou neste domingo o prefeito César Maia, após lançar a pedra fundamental da Cidade do Samba, na Gamboa.

Ele explicou que a avaliação feita pela prefeitura com base no potencial de uso da fábrica alcança cerca de R$ 4,5 milhões, mas a cervejaria pede R$ 12 milhões.

– Se a empresa quiser vender por R$ 4 milhões, eu compro amanhã – garantiu ele.

Caso haja uma decisão favorável, a Prefeitura terá que submeter o projeto ao arquiteto Oscar Niemeyer, que detém os direitos de autoria da Passarela do Samba.

O prefeito esclareceu que o Sambódromo apresenta um grave problema para os desfiles, que é a inexistência de arquibancada dos dois lados.