Prefeita busca apoio de empresas de telefonia para instalação de rede subterrânea no Centro Histórico

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de março de 2012 as 15:22, por: cdb

Ribeirão Preto, 15 de Março de 2012

Prefeita busca apoio de empresas de telefonia para instalação de rede subterrânea no Centro Histórico
Em reunião foi solicitado às empresas que não sejam repassados custos da mudança aos comerciantes

 

Foto MateusZF

Prefeita discute com empresas de telefonia, parceria para implantação da rede subterrânea no Centro Histórico

 
O centro de Ribeirão Preto ganhará novos acessórios inteligentes por meio de redes subterrâneas de energia que pretendem agilizar instalações, aumentar a segurança e valorizar a área. Para isso, a Prefeitura está investindo R$ 7 milhões para instalação da rede na área central da cidade.

Esta verba será destinada à primeira fase do projeto que consiste nas obras de fiação subterrânea e manutenção das redes de água e esgoto, perfazendo um total de dez quarteirões da região central.

Para que a migração da fiação aérea para subterrânea seja realizada, além da retirada dos postes, será necessário que as empresas de telefonia também realizem a operação.

Durante a manhã desta quarta-feira, 14, a prefeita de Ribeirão, Dárcy Vera reuniu-se com representantes de empresas de telefonia para solicitar que os custos da migração não fossem repassados aos comerciantes. “Os comerciantes que movimentam a economia da cidade não podem arcar com as despesas que toda população vai se beneficiar, inclusive as próprias empresas de telefonia que dependem de clientes como eles para movimentar seu negócio”, ressaltou a prefeita.

As empresas “Algar”, “Embratel” e “Net” já concordaram em contribuir para o projeto de “Revitalização do Centro”.

Na oportunidade, o gerente da CPFL de Ribeirão Preto Riberto José Barbanera, ressaltou que os desligamentos de energia e telefonia necessários serão comunicados aos comerciantes previamente. “Vamos programar os desligamentos para o período noturno e feriados, todos devidamente comunicados anteriormente aos comerciantes”, informou. “Nos comprometemos a disparar panfletos com todas as orientações sobre a obra”, completou.