Preço da mandioca bate recorde com aumento de 400% em 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de dezembro de 2003 as 11:07, por: cdb

O preço da mandioca bateu recorde em 2003, chegando à cotação de R$ 275,00 a tonelada – um aumento de 400% com relação ao mesmo período de 2002. A raiz contribui com 1,3% do valor bruto da produção paranaense e tem 65 mil produtores no Paraná.

– O faturamento da colheita este ano foi 62% superior ao do ano passado afirma o secretário da Agricultura e Abastecimento, Orlando Pessuti.

O valor da mandioca vinha há anos registrando baixas e a safra de 2001/2002 chegou a ser comercializada abaixo do preço de custo, culminando numa crise. Muitos produtores ficaram desmotivados e optaram por outras culturas, o que representou uma diminuição brusca de mil toneladas na produção paranaense.

Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), os prejuízos chegaram a R$ 184 milhões.

– Os estoques do governo estavam zerados e não tinha o produto no mercado, conseqüentemente as indústrias do Paraná trabalharam com grande ociosidade – diz o economista da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento – SEAB, Methodio Groxko
.

A grande redução na produção e a falta do produto no mercado proporcionou uma demanda muito grande da mandioca, tendo como conseqüência o aumento significativo dos preços.

– Após o auge da crise, os agricultores que persistiram no plantio e os que apostaram na retomada da mandioca fizeram fortunas – avalia Groxko.

A Secretaria da Agricultura faz perspectivas favoráveis para o próximo ano, com o aumento de 43% na produção, representando um crescimento de 2,3 milhões para 3,3 milhões de toneladas.