Pré-convenção dos tucanos tentará lotar auditório de 1,5 mil lugares

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de março de 2010 as 14:29, por: cdb

A pré-convenção do PSDB que irá anunciar o governador do Estado de São Paulo como candidato à sucessão presidencial, marcada para o dia 10 de abril, na Capital Federal, acontecerá em um auditório para 1,5 mil pessoas, mas a organização da festa quer superlotar o local com até 2 mil tucanos. Além dos princípais líderes da legenda, de todo o país, o tucanato convocou os aliados DEM e PPS a ajudar na tarefa de encher o local e evitar que um clima de derrota possa ameaçar uma platéia esvaziada.

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, em conversas com assessores mais próximos, pediu empenho no encaminhamento do maior número possível de mineiros ao local, na data prevista. Mas ainda perdura, naquele Estado, o ambiente negativo ao postulante de São Paulo ao cargo para o qual a maioria dos militantes das Alterosas acredita caber melhor a um conterrâneo. Ou seja, o partido segue para as urnas dividido, da mesma forma como aconteceu em 2002, quando Serra foi candidato pela primeira vez, e em 2006, quando Alkmin foi batido nas urnas pelo atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva.

Entre os oradores previstos estão os mesmos: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), Aécio Neves, e o presidente da legenda, o senador Sérgio Guerra. A apresentação do espetáculo, no entanto, caberá a uma empresa especializada, na tentativa de eviter tropeços no evento que terá seu custo integralmente pago pelo Fundo Partidário. Os valores ainda não foram divulgados.