Powell exclui retirada antecipada do Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 8 de novembro de 2003 as 13:30, por: cdb

O secretário de Estado americano, Colin Powell, excluiu a retirada precipitada das tropas americanas no Iraque diante da multiplicação dos ataques e responsabilizou os sunitas iraquianos por essas ações, numa entrevista publicada neste sábado.

– Nós ficaremos no Iraque até o restabelecimento da segurança e da estabilidade. Nossas forças não são atacadas por um exército mas por grupos rebeldes que não representam o povo iraquiano – disse Powell ao jornal Asharq Al Awsat. – Nós queremos encerrar nossa presença no Iraque o mais cedo possível, mas não daremos jamais as costas para fugir porque a situação se torna difícil – afirmou.

As forças da coalizão perderam desde o domingo passado 29 soldados e dois civis americanos morreram, tornando a última semana a mais difícil desde a queda do regime de Saddam Hussein em 9 abril. Os ataques mais assíduos ocorrem no chamado “triângulo sunita, que engloba Bagdá e as regiões ao norte e ao oeste da capital, de onde vem também Hussein, que é sunita.

– Um dos problemas dos sunitas no Iraque é a ausência do ex-partido Baath. Não têm mais organizações ou dirigentes políticos que os representem – declarou Powell. – “O melhor meio para que os sunitas sirvam a seus interesses reside em sua participação no processo de elaborar a Constituição e não no terrorismo – concluiu.