Possível sucessor de Lugo é socialista e “sem-terra” da mídia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 5 de abril de 2012 as 14:34, por: cdb

Em 2013, o Paraguai deverá escolher um novo presidente. O atual mandatário, Fernando Lugo, não poderá concorrer à reeleição. Com isso, começam as articulações para definir quem terá seu apoio.
A provável opção de Lugo é o jornalista Mario Ferreiro, como confirmam fontes confiáveis, segundo o site Paraguay.com. Ferreiro ainda não confirmou se será candidato, mas já observa com tremenda atenção os eventos políticos que se desenvolvem face a realização das eleições gerais do próximo ano.

“Em 2013 a gente vai dizer se está a favor dos latifúndios, a favor que uma pessoa tenha 200 mil cabeças de gado e outro morra de fome ao lado. Vai decidir se prefere um grupo de agroexportadores que tenha a concentração máxima da riqueza e uma grande maioria que não tem nada”.

Ferreiro, homem da mídia, dispara frente ao vendaval de críticas que Lugo recebe diariamente: “99% das [rádios] AM têm uma só visão, à direita. Eu sou socialista, sou um ‘sem-terra’ da mídia”.

Colunista do ABC Color, não foge ao choque com os donos dos grandes veículos. “É muito mais fácil atacar um governo que um patrão. Muito mais fácil atacar Lugo que [Antonio J.] Vierci [dono do grupo de mesmo nome] e [Aldo] Zuccolillo [dono do jornal ABC Color].

Para Ferreiro, o governo de Lugo não pode ser considerado como socialista. “Aqui sequer se nacionalizou uma estação de serviços. De que governo socialista bolivariano marxista leninista estamos falando?”

Para ele, 2013 parece um ano chave para o futuro do país, mas quanto a um retorno dos colorados ao poder, também não considera que será uma catástrofe: “se a gente vota pelo partido Colorado e [Horacio] Cartes [que é mencionado pela CPI da Pirataria comandada pela Câmara de Deputados do Brasil, que investiga a empresa Tabesa, como uma das companhias que contrabandeia cigarros paraguaios ao Brasil], temos que aceitar… oxalá seja possível aplicar o êxito de suas empresas ao país, assim voaríamos”, afirma.

Se não for ele, frente a um chamado da pátria, Ferreiro crê que Miguel López Perito, o chefe do Gabinete Civil, é o homem ideal para governar o Paraguai.

Da Redação, com informações do site Paraguay.com

 

..