Portugal tem de acelerar o ritmo numa Europa alargada, diz Sampaio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de maio de 2003 as 09:08, por: cdb

O Presidente de Portugal, Jorge Sampaio, defendeu nesta sexta-feira que Portugal só pode ser competitivo numa Europa alargada se “ganhar um novo ritmo” e apostar na inovação e educação.

– Portugal tem de ter um novo ritmo, apostar na inovação, formação e educação para assim poder competir numa Europa alargada – disse Jorge Sampaio em Vilnius, última etapa de uma visita de seis dias aos países bálticos.

Num balanço sobre seu périplo pela Estónia, Letónia e Lituânia, o presidente português salientou que aqueles países “têm indicadores econômicos ainda muito inferiores aos nossos, mas têm uma passada muito forte e vibrante”.

Com esta visita, Jorge Sampaio ficou mais perto de concretizar um objetivo traçado desde o início do seu primeiro mandato presidencial: aproximar Portugal de todos os países candidatos ao alargamento da UE, faltando apenas deslocar-se à Eslováquia (em julho), a Malta e a Chipre.

Estónia, Letônia e Lituânia assinaram em abril o Tratado de Adesão à UE e preparam-se também para aderir à NATO, organização especialmente importante para países que estiveram mais de meio século sob anexação soviética, recuperando a sua independência apenas no início da década de 90.