Porteiro da Associação dos Idosos é assassinado em Vitória

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de setembro de 2003 as 03:37, por: cdb

Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas, quando um homem armado chegou ao forró da Associação dos Idosos da Ilha de Santa Maria, em Vitória, na noite do último sábado, e disparou diversos tiros no porteiro do salão.
 
As primeiras informações que a polícia recebeu foram de que o atirador teria perguntado o nome do porteiro antes de atirar. As balas acabaram atingindo outras quatro pessoas que estavam no local.
 
Para o delegado Altair Ferreira da Silva, que estava de plantão no último domingo, ainda faltam muitas informações, mas já existem fortes indícios de que o crime tenha sido encomendado.

Após efetuar os disparos, o homem pulou o muro da associação e fugiu em uma moto pilotada por outra pessoa.

O porteiro Robson Wanzeler, 45 anos, foi atingido com dois tiros na cabeça e morreu ao dar entrada no Hospital São Lucas. Jaconil Olivio Janc, 59, levou um tiro de raspão na cabeça; João de Oliveira, 53, foi atingido no pé esquerdo; Cláudio de Jesus Santana, 23, teve uma das nádegas atingida por um disparo; e Trocandil Vieira Rodrigues, 59, foi ferido com um tiro nas costas.
 
Todos foram levados para o Hospital São Lucas e passam bem.

A polícia esteve no local, no domingo, e recolheu alguns projéteis que parecem ser de uma pistola 380. A confirmação sobre o calibre da arma somente será divulgada após a perícia.
 
A polícia também quer saber porque, até o final da tarde de domingo, ninguém da segurança do clube havia comparecido para depor. Segundo o delegado, há informações de que policiais estariam sendo responsáveis por essa segurança, o que é proibido por lei.

No domingo, dezenas de associados estavam no local comentando o que aconteceu e criticando a segurança. Para eles, a revista deveria ser feita antes do portão de entrada e a diretoria não deveria permitir a visita de pessoas não associadas.