Porque Olga

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de setembro de 2004 as 09:51, por: cdb

Foi divulgado nesta terça-feira o representante brasileiro para concorrer a uma indicação ao Oscar de Melhor filme estrangeiro de 2005. E o escolhido foi Olga, de Jayme Monjardim. Gozada foi a lista de filmes que concorreram, tão distintos que uma escolha, seja ela qual fosse, seria realmente curiosa. Concorriam: Benjamim, Cazuza, De passagem, Garrincha, Pelé, Redentor, O outro lado da rua e Narradores de Javé. Por que o escolhido foi Olga? Não vamos comentar questões de qualidade ou estética aqui (até porque a coluna ainda não assistiu Olga). A escolha tenha se dado talvez pelo filme ser, atualmente, o lançamento da hora, o filme de maior desempenho de bilheteria do momento (em cartaz). Segundo porque é, confessadamente, uma superprodução com um belo acabamento, algo que já se comprova no trailer, e isso a coluna viu dezenas de vezes. Lembrando, o Oscar é uma festa que premia superproduções. Se Olga tivesse estreado no dia de Cazuza e este só fosse lançado agora, certamente o escolhido seria o Exagerado.
                                                      *****
Essa é ótima. Cat Stevens, ou Yussuf Islam, foi tido como um suposto terrorista ao desembarcar nos EUA e teve sua entrada no país proibida. A imprensa americana chegou a divulgar que seu nome estava em uma lista de supostos terroristas. Inacreditável! O músico/ guru pacifista não poderia imaginar que estaria em situação tão absurda. Stevens teve um DVD lançado recentemente e comentado aqui, Majikat, sobre sua última turnê com o nome Cat Stevens, em 1976.