Popó aceita a revanche contra Barrios

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 10 de agosto de 2003 as 18:21, por: cdb

O boxeador brasileiro Acelino Popó Freitas manteve o cinturão dos superpenas da Associação Mundial de Boxe (AMB) e Organização Mundial de Boxe (OMB), na madrugada deste domingo, em Miami, ao derrotar o argentino Jorge “La Hiena” Barrios por nocaute no décimo segundo e último assalto.

O combate foi considerado “uma guerra” pelos críticos norte-americanos, que exaltaram a garra do argentino e a força do brasileiro. Popó sofreu duas quedas, mas conseguiu abrir um enorme corte no supercílio esquerdo do adversário logo no terceiro round.

Nas papeletas dos jurados o equilíbrio era muito grande. Um jurado dava vitória para Barrios por 106 a 104, outro estava a favor de Popó com 106 a 103 e o terceiro via o duelo empatado em 105 pontos. Barrios pediu uma revanche e Popó aceitou.

– Para mim não tem problema. Basta os empresários acertarem os detalhes. Não importa se o nocaute veio no primeiro ou no último assalto. Importa que continuo campeão e invicto – afirmou o brasileiro.

O combate foi elogiado por Roy Jones Jr., campeão dos pesos pesados pela AMB, que assistiu ao combate. “Gostaria de ver os dois de novo em ação. Foi uma grande luta e o público adorou.”

Foi a 34ª vitória e o 31º nocaute na carreira invicta de Popó. Barrios perdeu pela segunda vez em 42 lutas. Ele soma 39 vitórias (29 nocautes) e um empate.

Popó deve fazer sua próxima luta no Brasil, em dezembro. Esta poderá ser sua despedida da categoria dos superpenas. Em 2004, o brasileiro deverá lutar entre os leves para encarar grandes desafios. Diego Corrales, Joel Casamayor, Floyd Mayweather e Jesus Chavez são prováveis adversários.

Popó desembarca nesta segunda-feira, em Cumbica, por volta das 5h30 e segue na sequência para Salvador.