Polícia teme por espionagem no caso Michael Jackson

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de dezembro de 2003 as 10:58, por: cdb

Autoridades da Califórnia encontraram microfones sem fio na delegacia em que o cantor Michael Jackson foi interrogado, em Santa Bárbara.

A polícia disse acreditar que alguém da imprensa tenha tentado gravar as conversas dos investigadores no dia em que o cantor se entregou e foi interrogado.

Jackson deve comparecer a um tribunal em janeiro. O cantor enfrenta “acusações múltiplas” de abuso sexual contra menores.

O astro da música pop, que foi libertado após o pagamento de uma fiança de US$ 3 milhões, nega as acusações.

Desaparecimento

De acordo com um porta-voz do departamento de polícia de Santa Bárbara, vários microfones sem fio foram encontrados no lugar onde os policiais descansam.

O local é uma área externa da delegacia que não é facilmente acessível ao público externo.

Os microfones aparentemente desapareceram poucas horas depois de terem sido descobertos, em 20 de novembro – dia em que Jackson se entregou à polícia.

A imprensa compareceu em peso à delegacia naquele dia e o porta-voz da polícia reconheceu que os microfones poderiam ter sido esquecidos ali, embora a hipótese seja improvável.

As autoridades não revelaram quem retirou os microfones do local, e os policiais disseram que ficarão mais atentos com relação a futuras tentativas de espionagem.