Polícia tem nomes de suspeitos do assassinato de estudante

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de agosto de 2004 as 10:47, por: cdb

Policiais da 93 DP receberam ontem uma denúncia anônima que aponta dois jovens conhecidos como “Turu” e “Camarão”, como os supostos assassinos do estudante Felipe Greiner de Oliveira Ferreira, de 18 anos. Ele foi morto a tiros na noite de sexta-feira, na Avenida dos Trabalhadores, próximo ao Colégio Estadual Manoel Marinho, na Vila Santa Cecília. Segundo a informação repassada para os policiais, os dois supostos criminosos moram no Jardim Nova Primavera. No local do crime, foi baleado ainda o também estudante C.J.V., de 16 anos, que foi socorrido no Hospital São João Batista.

A outra informação que será apurada pelo delegado adjunto da 93 DP, Marcelo Ribeiro Nunes, é que “Turu” estaria num grupo de torcedores de futebol que numa comemoração jogaram um rojão dentro da roupa de uma mulher. A vítima morreu por causa da explosão. O fato ocorreu no início deste ano, durante a realização de uma “Feira da Roça”, numa praça nas proximidades da ETPC (Escola Técnica Pandiá Calógeras).

O delegado disse que vai esperar a recuperação da saúde do estudante baleado, para saber o que realmente ocorreu. O policial também quer saber se C. participava da festa ou foi vítima de bala perdida – a primeira informação repassada para os policiais, após o tiroteio na Vila.

O que os policiais sabem até agora é que o homicídio foi motivado por uma discussão entre estudantes que participavam de uma festa de aniversário do Colégio Municipal Getúlio Vargas, num clube, na Vila Santa Cecília, e que a briga prosseguiu até o local do crime, onde os dois estudantes foram baleados.

Outra informação que foi anotada pelos policiais é a de que a festa era restrita aos alunos do Colégio Getúlio Vargas, porém resolveram permitir a entrada de outros estudantes, como foi o caso de Felipe, que estudava no Sesi (Serviço Social da Indústria) de Volta Redonda.