Polícia suspende negociações com rebelados em Betim

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de novembro de 2003 as 21:16, por: cdb

A polícia suspendeu as negociações com os detentos rebelados do Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte.

Os amotinados não aceitaram as propostas apresentadas pelos negociadores, que era a transferência de 30 presos já condenados para a Penitenciária Agrícola de Ribeirão das Neves em troca da libertação dos dois reféns e das armas de fogo.

Os detentos pedem que 20 sejam transferidos para a penitenciária e mais dez para a Penitenciária Dutra Ladeira, em Contagem. A Justiça não aceitou a sugestão.

Os presos afirmaram que, além do agente penitenciário e do detetive, quatro mulheres estão sendo mantidas reféns. Duas delas são menores e uma está grávida. A polícia informou que vai abrir sindicância para apurar como as mulheres entraram no centro, já que o domingo, quando começou a rebelião, não era dia de visita.

Durante o dia, a polícia usou várias bombas de efeito moral. Os detentos estariam atirando contra os policiais. Ninguém foi ferido. Os fornecimentos de água, energia elétrica e alimentos está suspenso a 24h, desde que o movimento começou.

No início da noite, a PM afastou imprensa e as famílias dos presos que acompanham do lado de fora do centro as negociações. A atitude revoltou os parentes dos detentos, que estão preocupados. Segundo a PM, as negociações serão retomadas apenas na terça, após as 12h.