Polícia prende 150 membros do PCC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de novembro de 2003 as 10:24, por: cdb

A polícia acabou, na madrugada desta terça-feira, com uma festa realizada por integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A comemoração ocorria na Rua Irene Lopes Herédia, no Jardim Sapopemba, Zona Leste da capital paulista. Pelo menos 150 pessoas foram presas.

A festa, com churrasco e piscina, seria uma comemoração aos ataques ocorridos à Polícia do Estado de São Paulo desde o dia 1º deste mês.

De acordo com o Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (DEIC), entre os presos estão foragidos da justiça e suspeitos pelos ataques contra bases da polícia de São Paulo. O Deic investiga se, entre os presos na festa, estão detentos que fugiram da Penitenciária do Estado no final de semana.

Domingo, 87 presos tentaram escapar por um túnel de 500 metros da Penitenciária do Estado, 8 morreram soterrados pelo desabamento do túnel e 46 foram recapturados.

A Polícia Civil também investiga se, entre os presos que escaparam, há quatro ou seis traficantes que integram a cúpula PCC.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o delegado titular do 9º Delegacia de Polícia (Carandiru), Roberto Pacheco de Toledo, acredita que a fuga pode ter sido encomentada e planejada pelo PCC. O objetivo era libertar os traficantes mais importantes na hierarquia da facção. O Deic teve de providenciar três ônibus para transportar todos os detidos na festa até o Departamento, na Avenida Zachi Narchi, em Santana, zona Norte da cidade.

Viatura da PM é atacada em Ibiúna

Um carro da polícia foi atacado por traficantes no final da noite de ontem em Ibiúna, interior de São Paulo. Os criminosos fizeram vários disparos contra o veículo. É a décima noite seguida de ataques à polícia em São Paulo.