Polícia não sabe quem matou artista plástico que criou escadaria da Lapa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 as 12:07, por: cdb
O artista plástico Jorge Selarón, responsável pela criação do mosaico da escadaria do Convento de Santa Teresa, foi encontrado morto na Lapa
O artista plástico Jorge Selarón, responsável pela criação do mosaico da escadaria do Convento de Santa Teresa, foi encontrado morto na Lapa

O artista plástico Jorge Selarón, responsável pela criação do mosaico da escadaria do Convento de Santa Teresa, foi encontrado morto no próprio local nesta quinta-feira. O mosaico de cerâmica fica no centro do Rio de Janeiro, entre os bairros da Lapa e de Santa Teresa.

De acordo com a Polícia Civil, o artista chileno foi encontrado carbonizado em seu ateliê, na Rua Manuel Carneiro. A polícia isolou o local e a Divisão de Homicídios irá investigar o caso. A motivação para sua morte ainda não foi confirmada e o caso será investigado pela 7ª Delegacia de Polícia, onde foi registrado.

De acordo com reportagem do jornal O Globo, o ceramista chileno, de 65 anos, vinha sendo ameaçado depois de ter tido desentendimentos profissionais com um ex-colaborador, em novembro. As brigas teriam ocorrido porque o ex-colaborador teria danificado obras de Selarón. Seu corpo foi encontrado com marca de queimaduras e ao lado de uma lata de thinner (solvente de tintas).

O artista plástico se mudou para o Rio de Janeiro na década de 90, quando iniciou a intervenção na escadaria do Convento de Santa Teresa, na Lapa. O mosaico, que se tornou um atraente ponto turístico da capital Fluminense, traz pedaços de cerâmica do mundo todo. A obra foi tombada pela prefeitura do Rio em 2005.