Polícia liberta suspeito de matar ex-modelo no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 as 13:07, por: cdb

A Delegacia de Homicídios do Rio libertou o principal suspeito do assassinato da ex-modelo Penha Ferreira do Nascimento, conhecida como Maria Pia, de 66 anos, cujo corpo foi encontrado sem vida em sua casa no bairro da Urca, na Zona Sul da cidade, na última sexta-feira à noite.

O suspeito, que a polícia não identificou pelo nome, é um rapaz de 25 anos, filho do caseiro de Maria Pia, que também já tinha prestado serviços na casa da ex-modelo. Ele prestou um depoimento de oito horas neste domingo, mas foi liberado por falta de provas.

O rapaz, segundo os policiais, foi detido em Copacabana quando estava sob o efeito de drogas. Ele negou o crime, mas a polícia ainda não descartou seu envolvimento no crime. Simultaneamente a polícia está procurando outros possíveis envolvidos no crime.

Maria Pia foi sepultada no fim da tarde deste domingo no Cemitério São João Batista, em Botafogo, em presença de pelo menos 100 pessoas, entre amigos, parentes e admiradores em clima de forte emoção.

Entre os presentes estavam o empresário Paulo Barragat e a atriz Rosamaria Murtinho. Pia morava em uma casa de muro baixo, no bairro da Urca, considerado um dos mais tranquilos da cidade, e seu corpo foi encontrado por uma amiga na cozinha da casa, coberto por um lençol.

As homenagen a ex-modelo foram feitas pelos os irmãos Solange Ferreira Gilaberte, Manuel Ferreira e Deodato Ferreira, e vários sobrinhos, além de amigos como Paulo Roberto Barragat, Teresinha Sodré, Rosamaria Murtinho, o ex-presidente do Flamengo Márcio Braga, Ricardo Cravo Albin, Lucy Sá Peixoto e Eder Meneghine. Segundo Juliana Freitas, mulher de um dos sobrinhos de Pia, alguns parentes vieram de São Paulo e Curitiba para se despedir dela.

“Pia foi uma das primeiras modelos brasileiras a fazer sucesso fora do país. Desfilou para grifes renomadas como Gucci e Yves Saint Laurent, nos cinco continentes. Ela deixa uma imagem muito suave, de carinho com os amigos e, ao mesmo tempo, de exuberância e glamour. Não merecia uma morte tão violenta. É um choque”, lamentou Paulo Roberto Barragat, produtor cultural e amigo da ex-modelo há mais de 30 anos.

A última festa promovida por Pia em sua casa na Urca celebrou o aniversário de Barragat, no dia 13 de dezembro. Segundo o produtor cultural, a residência da ex-modelo já havia sido assaltada em outras ocasiões. Ela vivia com dois cães – um deles também foi esfaqueado durante o crime, mas sobreviveu. Para Barragat, o costume da amiga de deixar a porta da frente da casa entreaberta, para a circulação dos cachorros, pode ter facilitado o acesso do criminoso. Os animais de Pia ficarão com o jornalista Vanderlan Nader, amigo com quem ela almoçava todos os fins de semana.

Outro amigo da ex-modelo, o jornalista Luís Carlos Lourenço conta que ela passou o carnaval em Búzios e decidiu voltar da viagem mais cedo, para assistir ao desfile das escolas de samba campeãs. “A Pia estava preparando um livro sobre sua carreira e já tínhamos um encontro marcado para discutir detalhes”.