Polícia já tem suspeito de incendiar dois ônibus em São Gonçalo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de janeiro de 2008 as 16:49, por: cdb

O presidente de uma cooperativa de transporte ilegal em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, é o principal suspeito da queima de três ônibus na região na noite de segunda. Quem aponta Josinaldo de Almeida Sobrinho como o culpado é a delegada Maria Aparecida, titular da 72ª DP, onde o caso está sendo investigado.

A delegada explica que Sobrinho teria encomendado uma manifestação noturna que culminou na queima dos veículos em protesto a ação policial que tenta coibir o transporte ilegal na região.

A delegada informou ainda que o crime aconteceu depois que Sobrinho recebeu inúmeras reclamações dos seus cooperados, que estariam sendo impedidos de trabalhar pelos agentes do município. A cooperativa de Sobrinho tem 36 kombis que funcionam com o nome de Cootranspena. Já foi expedido o pedido de prisão temporária de Sobrinho, contou a delegada, e ele deve ser preso nas próximas horas.

Dos três ônibus, dois foram incendiados em Itaoca e um na Praia da Luz.