Polícia investiga mortes de três trabalhadores rurais sem terra em Uberlândia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de março de 2012 as 15:38, por: cdb

Da Agência Brasil

Brasília – A Polícia Civil investiga o assassinato de três trabalhadores integrantes do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) – movimento criado em 1994 como dissidência dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O crime ocorreu na manhã de sábado (24) às margens da MG-455, rodovia próxima a Miraporanga, distrito de Uberlândia, em Minas Gerais. Uma criança presenciou os assassinatos.

Em entrevista concedida hoje (26), o delegado do 9º Departamento de Polícia Civil, Samuel Barreto de Souza, disse que a polícia trabalha com duas linhas investigativas, mas que não podem ser reveladas. “Tudo leva a crer que houve uma execução”. Um inquérito policial foi instaurado e a Delegacia de Homicídios é responsável pelo caso.

Acompanhada de um psicólogo, a criança disse, em depoimento, que quatro homens em um veículo prata mandaram parar o carro. Segundo ela, apenas um homem atirou contra Valdir Dias Ferreira de 39 anos, Milton Santos Nunes da Silva de 51 anos e Clestina Leonar Sales Nunes de 47 anos.

Os depoimentos serão tomados em Uberlândia e em Prata, onde viviam os trabalhadores rurais.

 

Edição: Rivadavia Severo