Polícia investiga morte do criador do Nós do Morro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 as 11:52, por: cdb

A nova delegacia de homicídios do Rio – inaugurada em janeiro – deu início às investigações para tentar chegar aos responsáveis pela morte de José Frederico Pinheiro, mais conhecido como Fred Pinheiro, de 57 anos, cujo corpo foi encontrado na manhã desta quarta-feira (10) com a garganta cortada em uma cabine usada pela Guarda Municipal no bairro do Horto, no bairro do Jardim Botânico – Zona Sul da cidade.

Diretor de teatro e homem com atuação na área cultural da cidade, Fred Pinheiro ganhou notoriedade ao criar e passar a dirigir, em 1986, o grupo Nós do Morro, uma associação cultural sem fins lucrativos, na Favela do Vidigal – Zona Sul do Rio – que tem como objetivo levar arte e cultura à população do morro.

O desaparecimento de Fred, que era casado e tinha uma filha de 17 anos, já tinha sido informado há alguns dias na delegacia da Gávea. Ao lado seu corpo a polícia encontrou um estilete, aparentemente a arma utilizada no crime.

Segundo a polícia, ao lado do corpo também estavam a carteira e outros objetos pessoais de Fred, o que indica que ele não foi vítima de latrocínio – roubo seguido de morte.