Polícia identifica quarto suspeito de envolvimento no furto do Masp

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 21 de janeiro de 2008 as 20:00, por: cdb

Mais um suspeito de envolvimento com os três criminosos que furtaram duas obras do Masp (Museu de Arte de São Paulo) no último dia 20 de dezembro foi identificado pela Polícia Civil de São Paulo. Alexandro Bezerra da Silva, 31 anos, é proprietário da casa onde os quadros foram escondidos, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo.

As obras O Lavrador de Café, de Candido Portinari, e Retrato de Suzanne Bloch, de Pablo Picasso, foram levados do museu por Francisco Laerton Lopes de Lima, 33 anos, Robson de Jesus Jordão, 33 anos, que estão presos, e Moisés Manuel de Lima Sobrinho, 25 anos, foragido que seria o mentor do crime.

No último dia 8, policiais da 3ª Delegacia de Patrimônio do Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado encontraram os quadros em Ferraz de Vasconcelos.

Os policiais chegaram ao local após prenderem Francisco Laerton Lopes de Lima no dia 27 de dezembro, e Robson de Jesus Jordão no dia 8.

Segundo o delegado Adilson Marcondes, titular da delegacia, Silva não tem antecedentes criminais, mas sabia que estava escondendo material furtado na residência. Marcondes disse que a prisão temporária dele já foi pedida e concedida na sexta-feira.