Polícia espanhola evita atentado terrorista, em Barcelona

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 19 de janeiro de 2008 as 12:09, por: cdb

Autoridades da Espanha prenderam neste sábado 14 suspeitos de extremismo islâmico que estariam planejando um atentado na cidade de Barcelona. As prisões foram feitas depois de uma grande operação que fiscalizou vários endereços na capital da Catalunha e que continua em andamento.

De acordo com a imprensa local, a inteligência teria alertado autoridades britânicas, francesas e portuguesas de que o grupo estaria preparando atentados para coincidir com a visita à Europa do presidente do Paquistão, Pervez Musharraf. O ministro do Interior da Espanha, Alfredo Perez Rubalcaba, disse que foram apreendidos computadores e materiais que podem ser usados para fabricar explosivos e que a idéia do grupo era atingir Barcelona.

A operação teria sido lançada a partir de informações do centro nacional de inteligência nacional espanhol e de outras agências de informação européias. Doze dos homens presos seriam paquistaneses, os outros dois, indianos. Madri Rubalcaba disse ainda que as investigações indicam que os homens presos fariam parte de um grupo islâmico radical com um um nível de organização significante, que parece ter dado um passo adiante da radicalização ideológica.

Há quatro anos, a Espanha foi palco do pior atentado terrorista de motivação islamista da Europa, quando quase 200 pessoas morreram em Madri. Uma série de bombas foi detonada de forma coordenada no sistema ferroviário da capital espanhola. Analistas dizem que o tema segurança doméstica deve ser determinante nas eleições-gerais que vão acontecer em dois meses na Espanha. O Partido Socialista que governa o país afirma que nos seus quatro anos no poder 300 militantes extremist