Polícia diz que nadadores dos EUA vão depor por condução coercitiva

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de agosto de 2016 as 10:43, por: cdb

Os policiais da Deat estão analisando o teor dos depoimentos já colhidos durante a investigação e confrontando com o resultado de outras ações em andamento

Por Redação, com agências internacionais – do Rio de Janeiro:

 

A Polícia Civil divulgou nota nesta quinta-feira em que afirma que os nadadores norte-americanos Jack Conger e Gunnar Bentz, envolvidos em uma suposta falsa comunicação de crime, serão conduzidos coercitivamente para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido na madrugada do último domingo, quando supostamente foram rendidos e assaltados por pessoas que se identificaram como policiais.

Os nadadores norte-americanos envolvidos em uma suposta falsa comunicação de crime
Os nadadores norte-americanos envolvidos em uma suposta falsa comunicação de crime

A nota foi divulgada pela Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat). Nela, o delegado Alexandre Braga esclarece que “representou pela medida cautelar de proibição de ausentar-se do país no tocante aos dois nadadores e pela expedição de mandado de condução coercitiva, medidas que foram deferidas pelo Juizado de Apoio ao Torcedor e dos Grandes Eventos”.

O delegado informou que, na noite de quarta-feira, após um trabalho de inteligência realizado pela Polícia Civil, policiais da Deat impediram a saída do país dos nadadores da equipe olímpica norte-americana Gunnar Bentz e Jack Conger.

– Eles desembarcaram do avião e foram conduzidos à Delegacia de Atendimento Policial do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, com o apoio da Polícia Federal – esclarece o delegado. Segundo a nota, os passaportes dos dois atletas foram apreendidos e eles ainda serão ouvidos sobre o caso.

– Os policiais da Deat estão analisando o teor dos depoimentos já colhidos durante a investigação e confrontando com o resultado de outras ações em andamento – conclui a nota.

Atleta britânico

Um atleta integrante da equipe olímpica do Reino Unido se envolveu em um assalto no Rio de Janeiro quando voltava às suas acomodações, informou a Associação Olímpica Britânica nesta quinta-feira.

O jornal Guardian noticiou que o atleta foi assaltado à mão armada quando voltava de uma saída à noite e que o incidente aconteceu no início de terça-feira.

– Houve um incidente de assalto envolvendo um atleta da equipe do Reino Unido que voltava às suas acomodações – disse o porta-voz da associação.

– Todos os membros de nossa delegação, incluindo o indivíduo em questão, foram localizados e estão sãos e salvos – disse, sem dar maiores detalhes.

O incidente ocorreu depois de o nadador e medalhista de ouro norte-americano Ryan Lochte e três colegas de equipe afirmarem que foram assaltados por homens armados que usavam distintivos da polícia quando iam para a Vila Olímpica de táxi de manhã cedo no fim de semana após uma festa.

Os incidentes despertaram preocupações com a segurança dos competidores e visitantes do Rio durante os primeiros Jogos Olímpicos realizados na América do Sul, que terminam no dia 21 de agosto.

Autoridades do atletismo britânico aconselharam os atletas a não irem para a cidade, disse o jornal, dando como referência um e-mail enviado aos esportistas.

– Não saiam da vila usando uniformes da equipe do Reino Unido ou levando qualquer item de valor, a menos que seja absolutamente inevitável, isso torna vocês um alvo muito grande de roubos/crimes – disseram aos atletas no e-mail, segundo a reportagem.

– Vocês têm que informar um membro do gerenciamento de equipe se forem sair da vila e planejarem ficar fora de um dia para o outro, façam isso antes de sair.

– O Rio não É um ambiente seguro, e o nível de crimes disparou nos últimos dias – afirma a carta.

– Reflitam bem se vale a pena se arriscar a sair da vila para comemorar depois que tiverem terminado de competir, a equipe da Associação Olímpica Britânica (BOA, na sigla em inglês)/Atletismo do Reino Unido (UKA, na sigla em inglês) não pode garantir sua segurança quando estiverem longe da vila/British School/British House.