Polícia acredita que ordem para ataques pode ter saído de prisão em SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de novembro de 2003 as 23:47, por: cdb

A insatisfação de detentos com o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) aplicado em cadeias como a de Presidente Bernardes, em São Paulo, pode ter sido uma das causas dos ataques a instalações policiais, que ocorrem há uma semana em São Paulo.

A polícia acredita que a ordem para os atentados pode ter partido de dentro da prisão. O local abriga presos perigosos como o traficante Fernandinho Beira-Mar.

Um advogado foi preso recentemente ao sair de uma visita a um cliente com bilhetes com instruções para ações do seu grupo.

Recentemente, dois presos do local entregaram uma lista de exigências para a direção da prisão que incluía jogos de futebol, aumento dos banhos de sol, água de coco e creme hidratante, de acordo com o Fantástico.

A polícia acredita que existe o risco de novos atentados. Nos últimos dias, foram registradas denúncias de bombas em prédios públicos. Vinte e três pessoas foram presas acusadas de participar dos ataques. O RDD é marcado pelo controle de segurança das visitas que os presos recebem.