Pinochet nega em interrogatório ligação com a Operação Condor

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de setembro de 2004 as 15:19, por: cdb

O ex-ditador chileno Augusto Pinochet negou, durante um interrogatório, qualquer vínculo com a chamada “Operação Condor”, rede de repressão do Cone Sul na década de 1970.

O interrogatório foi realizado no sábado pelo juiz especial Juan Guzmán, e o conteúdo foi divulgado na segunda-feira. Pinochet, de 88 anos, perdeu a imunidade de ex-presidente e responde na Justiça pelo sequestro e desaparecimento de 19 opositores.

“Nem Condor nem nada disso eram problema meu”, disse Pinochet a Guzmán, quando o juiz perguntou se ele se lembrava da existência do plano.

“Não, não me lembro e não era problema meu. Eu era presidente, e depois havia os serviços de inteligência. Isso era coisa, imagino, de esferas intermediárias”, disse ele, segundo declaração divulgada pela acusação.

Depois do interrogatório, o juiz Guzmán estaria em condições de processar Pinochet, como querem os advogados de acusação. Por enquanto, o magistrado determinou a realização de exames médicos, na próxima quinta-feira.