PIB da Alemanha tem pior desempenho em oito anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 17 de janeiro de 2002 as 18:03, por: cdb

O PIB (Produto Interno Bruto) da Alemanha cresceu apenas 0,6% em 2001, a pior performance em oito anos e abaixo das previsões do governo. O governo alemão esperava que o PIB crescesse 0,75% no ano passado e previa um crescimento de 1,25% neste ano – muito abaixo da taxa de crescimento de 3%, registrada em 2000. O desempenho da maior economia européia em 2001 foi o pior desde que o PIB alemão registrou queda de 1,1% em 1993.

O Escritório Federal de Estatísticas disse que era muito cedo para afirmar que a economia alemã tenha entrado em recessão. Oficialmente, para estar em recessão a economia de um país precisa encolher durante dois trimestres seguidos. Depois de registrar queda no trimestre de julho a setembro, a economia alemã como um todo teria apresentado um crescimento próximo de zero de setembro a dezembro, de acordo com dados oficiais.

A consolidação do desempenho da economia de outubro a dezembro só deve ser divulgada em março. Mas, apesar de não haver confirmação oficial, analistas já começam a considerar que recessão alemã começou. A confirmação do baixo crescimento do PIB foi o suficiente para causar uma ligeira queda na cotação do euro.

O déficit do orçamento alemão também foi superior ao previsto, alcançando 2.6% do PIB. A economia do país deve dominar as eleições federais, marcadas para setembro. Até agora, o desaquecimento obrigou o chanceler Gerhard Schröder a desistir da promessa de reduzir o número de desempregados para 3,5 milhões. Em dezembro, o número de desempregados do país chegou perto dos 4 milhões.