PF prende quadrilha de despachantes no Paraná

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 14 de maio de 2007 as 17:58, por: cdb

A Polícia Federal prendeu 14 pessoas de uma quadrilha composta por despachantes que emplacavam carros de outros estados no Paraná, para reduzir o valor do Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA). Eles informavam, segundo a polícia, endereços falsos para o Detran.

A operação foi realizada em conjunto com a Promotoria de Investigações Criminais (PIC) e contou com a participação de 110 policiais federais, que cumpriram 16 mandados de busca e apreensão.

Os policiais chegaram aos escritórios dos despachantes em Curitiba e Londrina, norte do estado, antes de começar o expediente. Eles apreenderam documentos e computadores. Muitos deles foram presos antes de sair de suas casas.

De acordo com a polícia, em São Paulo, por exemplo, o IPVA de um carro de passeio é 4% do valor de veículo. No Paraná, este valor cai para 2,5%. Segundo o inspetor-geral de arrecadação da Secretaria da Fazenda, Francisco Inocêncio, o Paraná sempre aplicou essas alíquotas de 2,5% e mesmo 1% para algumas categorias de veículos.

Segundo o inspetor, o estado tem tributado um total de 2,5 milhões de veículos e ainda não se tem uma avaliação do impacto dessas fraudes na arrecadação. Ele recomenda mais atenção dos motoristas ao contratar os serviços de um despachante , acompanhando a legitimidade da documentação apresentada.

Os despachantes presos vão responder por crime contra a ordem tributária, falsificação de documento público, estelionato e formação de quadrilha.