PF prende 8 no Rio por fraude de R$ 6 milhões no INSS

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008 as 20:45, por: cdb

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quinta-feira, no Rio, oito acusados de fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O prejuízo foi de R$ 6 milhões nos últimos seis meses, segundo estimativa do INSS. Todos os mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal foram cumpridos. Os presos são suspeitos de estelionato, formação de quadrilha, falsidade ideológica, uso de documento falso e falso testemunho. Caso haja condenação, as penas individuais podem chegar a 23 anos e 8 meses de reclusão, além de multa.

Entre os presos estão: – 2 agenciadores, 1 estagiário e 5 advogados, entre eles 2 filhos de um juiz. De acordo com a investigação, realizada pela PF e o instituto nos últimos seis meses, o bando recrutava cidadãos no interior do Estado para requerer na Justiça aposentadorias rurais falsas.

— Eles (os acusados) tinham a audácia de ir às cidades com carro de som e apresentar a fraude como uma ação do governo federal —, afirmou o superintendente regional da PF, Valdinho Jacinto Caetano.

Os suspeitos apresentavam-se como funcionários públicos federais, pediam aos segurados que assinassem procurações e recolhiam as carteiras de trabalho deles, segundo a polícia. A operação teve a participação de 50 policiais e foi batizada de Kabuf, termo usado pelos acusados ao fim de diálogos em conversas interceptadas pela PF.

Cerca de 50 agentes da Força-Tarefa Previdenciária da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro participaram da operação.