PF prende 35 suspeitos de realizar operações ilegais com agrotóxicos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de maio de 2007 as 22:03, por: cdb

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta terça-feira 35 pessoas na Operação Campo Verde, deflagrada nesta manhã nos estados do Paraná, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Bahia e Distrito Federal. São pessoas suspeitas de envolvimento com importação, transporte e distribuição ilegal de agrotóxicos.

Segundo o agente de Comunicação da PF, Altair Menosso, cerca de 650 policiais federais cumpriram mandados de prisão, busca e apreensão. Em Goiás foram apreendidos 800 quilos de agrotóxicos contrabandeados e no Distrito Federal, 400 quilos. As investigações começaram a mais de um ano. Desde então, foram apreendidas cerca de 10 toneladas de agrotóxicos de origem ilegal.

– Os produtos eram trazidos da China e entravam no  Brasil pela região da Tríplice Fronteira [Brasil, Paraguai e Argentina]. De lá, seguiam para Goiás, de onde eram distribuídos para os estados de Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso -, explicou Menosso.

Segundo ele, pai, filhos, sobrinhos e outros parentes de uma mesma família se dedicavam à prática criminosa há mais de uma década. A PF informou que a maioria foi presa anteriormente em virtude de prática semelhante.

Devido ao lucro gerado pela operação, alguns integrantes da quadrilha também são suspeitos de envolvimento com lavagem do dinheiro. Eles teria adquirido veículos e feito depósitos em contas-bancárias de terceiros. Segundo a PF, parte do dinheiro era usada para o pagamento de policiais que davam cobertura ao crime.

Os presos responderão pelos crimes de contrabando; formação de quadrilha ou bando; produção e tranporte de agrotóxicos sem cumprimento das exigências legais; instalação e funcionamento de estabelecimento potencialmente poluidor; crimes contra as marcas; estelionato, crime contra a ordem tributária; falsidade ideológica.