PF investiga empresas de ônibus de São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de maio de 2003 as 02:49, por: cdb

A Polícia Federal (PF) inicia nesta quinta-feira uma intensa investigação nas empresas de ônibus de São Paulo. De acordo com o delegado Nivaldo Bernardi, da Delegacia de Ordem Política e Social (Delops), os agentes receberam uma denúncia de que “até 90% das empresas são alaranjadas”.

– Vamos tirar fotografia de casa de ‘dono de empresa’ que mora no Jardim Ângela e em barraco de favela – disse referindo-se ao bairro da periferia paulistana.

Segundo ele, a PF tem informações de que os donos de seis empresas são, na verdade, funcionários pobres transformados em “laranjas” por empresários do setor.

– Um funcionário de uma empresa descobriu que, na verdade, era o dono dela e entrou em contato conosco – afirma o delegado.

Bernardi afirmou que cinco ex-diretores do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de São Paulo já confirmaram as denúncias de pagamento de propina das empresas para o sindicato promover greves e pressionar a Prefeitura.

– Nós vamos dar uma atenção especial ao Transurb e ninguém vai escapar – completou o delegado.