Petrobras divulga resultados dos primeiros nove meses de 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de novembro de 2003 as 22:22, por: cdb

A Petrobras divulgou nesta quin ta-feira os resultados financeiros e operacionais consolidados, referentes ao terceiro trimestre de 2003, quando se registrou o lucro líquido consolidado de R$ 5 bilhões 361 milhões, 126% maior do que o apurado no terceiro trimestre de 2002. O lucro líquido da companhia, nos primeiros nove meses do ano, somou R$14 bilhões 774 milhões, apresentando um aumento de 180,4% sobre o mesmo período do ano passado. A receita operacional líquida consolidada atingiu o montante de R$71 bilhões 791 milhões, com um aumento de 48,5% sobre os nove meses de2002.

A produção média de petróleo e gás da Petrobras (Brasil e exterior) em barris equivalentes foi de 2.040.000 barris/dia, 11,6% superior à do ano passado, até o mês de setembro. Considerando apenas a produção de petróleo, a média diária do período foi de 1.708.000 barris/dia com um crescimento de 10,2%.

Em comparação com os primeiros nove meses do ano passado, as importações de petróleo, gás e derivados (529 mil barris/dia) foram 14% menores e as exportações de petróleo e derivados (447 mil barris/dia) mantiveram-se praticamente no mesmo patamar dos nove meses de 2002. Com isso a importação líquida de petróleo e derivados (82 mil barris/dia) foi 49,1% menor.

Responsabilidade Social

As participações governamentais no período chegaram a R$ 7 bilhões 524 milhões (aumento de 63,3%), dos quais R$ 3 bilhões 334 milhões foram de royalties pagos aos estados, municípios e outros beneficiários, um valor 38,5% maior do que nos nove meses de 2002.

O valor adicionado à economia nacional totalizou R$ 62 bilhões 431 milhões, com um crescimento de 27,2%. Desse total, R$40 bilhões foram destinados a entidades governamentais, R$15 bilhões 614 milhões aos acionistas, R$3 bilhões 410 milhões para pagamento de pessoal e R$3 milhões 334 para entidades financeiras.

Confirmando a posição de maior contribuinte fiscal do País, a Petrobras recolheu, até setembro, de impostos e contribuições, um total de R$ 33 bilhões, com um crescimento de 38,5%.

Os investimentos no período janeiro/setembro de 2003 totalizaram R$13 bilhões 144 milhões, refletindo um aumento de 42% sobre o mesmo período do ano anterior (R$9 bilhões 251 milhões).

Remuneração aos acionionistas

Em reunião realizada hoje, o Conselho de Administração da PETROBRAS aprovou a distribuição de remuneração aos acionistas, no montante de R$ 3 bilhões 290 milhões (R$ 3,00 por ação), sob a forma de juros sobre o capital próprio, a ser desembolsada até 13 de fevereiro de 2004, com base na posição acionária de 25 de novembro de 2003. Esse pagamento será deduzido dos dividendos a serem deliberados pela Assembléia de Acionistas que aprovar a destinação do resultado do exercício de 2003.

Terceiro trimestre

Os resultados do terceiro trimestre de 2003, comparados com o segundo do mesmo ano, apresentaram o seguinte comportamento:

O lucro líquido do terceiro trimestre foi 40,1% maior que o do segundo fechando em R$ 5 bilhões 361 milhões; a receita operacional líquida somou R$ 23 bilhões 798 milhões e foi 1,7% maior; o lucro operacional de R$ 6 bilhões 828 milhões foi 3,2% maior; e o EBTDA, que somou R$ 8 bilhões 234 milhões, cresceu 2,4%.

Conforme é facultado pela legislação de imposto de renda pessoa jurídica foi provisionado a título de juros sobre o capital próprio o montante de R$ 3 bilhões 290 milhões que proporcionou uma economia fiscal de R$ 1 bilhão 119 milhões.