Pesquisas dão 40% de vantagem a Kirchner

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 11 de maio de 2003 as 14:32, por: cdb

Diversas pesquisas publicadas neste domingo confirmam uma ampla vantagem, de cerca de 40%, de Néstor Kirchner sobre Carlos Menem na disputa do segundo turno das eleições argentinas, no próximo domingo.

De acordo com a pesquisa da consultora Research International-Analogias, 72,1% dos argentinos votarão em Kirchner e 27,9% no ex-presidente Menem (1989-99).

Outra pesquisa, da consultora Ricardo Rouvier e Associados, dá 68,4% dos votos para Kirchner e 31,6% para Menem.

Uma terceira pesquisa, feita pela consultora OPSM, indica que 71,1% dos eleitores votarão no candidato oficial e 28,9% em seu oponente.

Nocaute

No último sábado (10), o presidente argentino, Eduardo Duhalde, disse que Menem não irá se apresentar para disputar o segundo turno. Duhalde já havia dito que Menem “vai perder por abandono ou por nocaute”.

Menem negou em várias oportunidades que vá desistir da corrida eleitoral e atribuiu essas versões a setores do governo.

Segundo a imprensa local, Menem só vencerá em 2 dos 24 distritos eleitorais da Argentina, depois de ter triunfado em 13 no primeiro turno. Por outro lado, Néstor Kirchner, que no primeiro turno venceu em 7 distritos, agora venceria em 15, obtendo a estratégica província de Buenos Aires.