Pesquisa da Unesco faz diagnóstico do uso de drogas no Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 24 de novembro de 2002 as 18:20, por: cdb

Pesquisa da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) mostra que cerca de 140 mil jovens nas capitais brasileiras são usuários freqüentes de drogas ilícitas e 230 mil usam eventualmente. Os dados foram fornecidos pela professora e pesquisadora da Universidade Católica de Brasília (UCB), Miriam Abramovai, em entrevista à Radiobrás, ao falar sobre o livro Drogas nas Escolas.

Um dos objetivos do livro, segundo a professora, é definir políticas públicas para a questão da prevenção ao uso de drogas. Segundo Miriam, uma das intenções é abrir discussão em escolas de todo o país, para a implantação de políticas que reforcem medidas preventivas e reduzam o caráter punitivo.

O livro aborda pesquisas realizadas pela Unesco nos últimos seis meses, com entrevistas que ajudarão a definir o perfil do trabalho a ser desenvolvido para mudar este quadro, informou. Outras iniciativas como a implantação de um serviço 0800 e a abertura das escolas nos fins de semana para a promoção de atividades esportivas e culturais são algumas das iniciativas propostas.