Pesquisa aponta vício em Internet entre universitários dos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 25 de abril de 2010 as 22:10, por: cdb

Estudantes universitários norte-americanos estão viciados em celulares, mídias sociais e Internet, e têm sintomas semelhantes ao vício em drogas ou álcool, de acordo com um novo estudo realizado pela Universidade de Maryland. Pesquisadores daquela instituição pediram a 200 estudantes que ficassem uma dia sem qualquer tipo de mídia e descobriram que, depois de 24 horas, muitos deles mostravam sinais de abstinência, ansiedade e dificuldade de agirem normalmente sem mídias e contato social.

A diretor de pesquisa do projeto e professora de jornalismo da universidade, Susan Moeller, afirmou que muitos alunos escreviam sobre como odiaram perder seus contatos com mídia, que muitos compararam a perder amigos e familiares.

“Claramente, sou viciado e a dependência é doentia”, disse um estudante. “Com BlackBerrys, notebooks, televisão e iPod, as pessoas se tornaram incapazes de ficar sem essa segunda-pele midiática”.

Moeller afirmou que os alunos sentiram falta, principalmente, de mensagens de texto, mensagens instantâneas, email e Facebook. “Enviar SMS e mensagens instantâneas para meus amigos me conforta”, disse um dos estudantes, que escreveu em seu blog sobre suas reações. “Quando não tinha esses dois luxos, me sentia bem sozinho e isolado da minha vida”.

Poucos estudantes disseram ter assistido às notícias na TV ou lido um jornal. A Associação Psiquiátrica Americana não reconhece o vício em Internet como doença.