Pentágono prepara troca de tropas no Iraque e no Afeganistão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de janeiro de 2004 as 20:16, por: cdb

O Pentágono está preparando uma ambiciosa troca de cerca de 250 mil soldados no Iraque e Afeganistão, em uma operação logística cercada pelo temor de atentados oportunistas contra os americanos.

Entre o final de janeiro e maio, 123 mil militares dos EUA serão retirados do Iraque e substituídos por cerca de 110 mil soldados do Exército e fuzileiros navais que não estão em campo. Além disso, 11 mil soldados americanos no Afeganistão voltarão para casa e serão substituídos por outros 11 mil.

O general da Força Aérea Richard Myers classificou a alternância como ‘uma proeza logística sem precedentes na história ‘. Ele disse recentemente que é de se esperar ‘muita turbulência no sistema’. O secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, comentou que ‘turbulência é sempre indesejável’.

Desde o fim oficial do combate no Iraque, em 1º de maio, 212 soldados americanos foram mortos no Iraque. Segundo fontes do Pentágono e analistas do setor de defesa, os opositores à ocupação americana podem ver a chegada das novas tropas como uma oportunidade única para causar mais baixas do lado americano.

– As tropas estarão nas estradas, no céu, e, em geral, elas estarão longe das áreas protegidas e em número maior do que desde o fim do combate – afirmou a analista do Lexington Institute Loren Thompson.

O analista do Centro de Estudo Internacional e Estratégico Anthony Cordesman acrescentou:
 
– Há sempre o risco de algum grupo terrorista ou rebelde abater uma aeronave dos EUA decolando ou pousando.