Pentágono crê que Saddam reagirá à invasão com terrorismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de fevereiro de 2003 as 15:31, por: cdb

Se o Iraque for invadido, o presidente Saddam Hussein possivelmente ordenará ataques terroristas e de mísseis contra instalações dos EUA e de Israel, e adotará uma “estratégia de terra arrasada” em seu país, disse um alto funcionário do Pentágono.

O vice-almirante Lowell E. Jacoby, diretor da agência de inteligência do Departamento de Defesa, disse na terça-feira perante o comitê de inteligência do Senado que Saddam poderia mandar destruir as instalações de abaastecimento de alimentos e de água e a infra-estrutura de transportes e energia, “criando um desastre em nível humanitário”, a fim de distrair a atenção das tropas americanas que tentarem chegar a Bagdá e a guranições militares iraquianas.

Segundo Jacoby, Saddam possivelmente lançará ataques terroristas e similares contra instalações dos EUA e de Israel e iniciará uma ofensiva contra os curdos no norte do Iraque, além da “estratégia de terra arrasada” para “frear uma ofensiva militar”.

Na mesma audiência, o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), George Tenet, desconsiderou as atuais inspeções de armas realizadas por técnicos das Nações Unidas, dizendo que existem “escassas possibilidades” de encontrar armas de destruição em massa, “a menos que Saddam coopere com os inspetores” – coisa que, segundo Tenet, não teria feito até agora.

Por outro lado, Tenet assegurou ter “certeza” de que, se os EUA invadirem o Iraque, encontrarão vários arsenais secretos.