Paulo Davim ressalta importância do consenso na proposta do Código Florestal 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 25 de agosto de 2011 as 15:53, por: cdb

O senador Paulo Davim (PV-RN) chamou a atenção para a importância de o Senado chegar a um consenso na discussão do projeto do novo Código Florestal (PLC 30/2011). Para o senador, o debate sobre o novo código tem de ter como “maior e único interesse” o fortalecimento do país.

– Espero que seja um debate descontaminado, que não seja movido pela emoção nem por interesses outros que não o interesse soberano do país; um debate cujo maior e único interesse seja fortalecer o país do ponto de vista da produção no campo e do agronegócio, mas também de preservar o patrimônio ímpar que temos, as nossas belezas naturais e os nossos biomas – disse o senador, em discurso nesta quinta-feira (25).

A defesa de um debate “descontaminado”, que dê atenção a informações técnicas fornecidas por entidades como Embrapa, SPBC e academias de ciências foi feita por Paulo Davim também em audiência pública promovida pela Comissão de Meio Ambiente nesta semana, com a presença de quatro ex-ministros de Meio Ambiente – Marina Silva, Carlos Minc, Sarney Filho e José Carlos Carvalho – para tratar do Código Florestal.

O senador pediu também o fim do preconceito contra os ambientalistas. Para ele, é preciso desfazer o mito de que ambientalista é contra o progresso do país e de que ambientalistas e produtores não podem ficar do mesmo lado. Na sua avaliação, a união entre uns e outros seria a “sustentabilidade”.

– A gente precisa apenas encontrar o caminho do meio, despender um esforço maior para chegar a um consenso onde a gente possa estimular a produção do agronegócio no Brasil, mas também preservar as opções que a natureza nos deu para enfrentarmos os problemas da própria humanidade – disse o senador.

Paulo Davim disse que o Senado tem uma oportunidade ímpar de promover um debate qualificado e elaborar uma lei que não seja “descartável”, mas duradoura. O senador ressaltou que a produção agrícola nacional cresceu 268% nos últimos 35 anos, apenas com aprimoramento do plantio. E, com um plano de manejo responsável, será possível aumentar ainda mais esta produção com responsabilidade ambiental.

Em aparte, o senador Casildo Maldaner (PMDB-SC) reforçou a necessidade de um consenso sobre o Código Florestal e lembrou que, também nesta semana, foi feita uma audiência pública na Comissão de Agricultura com três ex-ministros: Francisco Turra, Allysson Paulinelli e Reinhold Stephanes. O senador admitiu que será difícil, mas o Senado terá tempo para refletir e elaborar uma proposta de consenso.  

Da Redação / Agência Senado