Paulo Coelho apressa lobby para vaga de Jorge Amado na ABL

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 8 de agosto de 2001 as 18:05, por: cdb

O nome do escritor Paulo Coelho, autor de “O Alquimista” e “Diário de Um Mago”, é um dos cotados para substituir o romancista Jorge Amado na Academia Brasileira de Letras, ainda que sua obra seja considerada comercial pela maioria dos críticos. Embora tenha dito que somente concorreria a um posto na ABL dentro de quatro ou cinco anos, vários amigos do escritor, entre eles o jornalista Roberto Marinho, trabalham em prol de sua candidatura.

Nomes como o do ex-bispo do Rio de Janeiro, Dom Eugênio Sales, o do historiador Evaldo Cabral de Mello e o do escritor baiano Antonio Torres, também foram citados por diversos intelectuais depois da morte de Amado.

Todos os interessados em ocupar a cadeira número 23 da Academia, que tem como patrono José de Alencar e era ocupada até esta semana por Jorge Amado, devem apresentar a candidatura nos próximos 60 dias. O sucessor do romancista, que morreu na última segunda-feira, será eleito em dezembro.

Apesar dos boatos sobre o suposto interesse de Coelho em ocupar este lugar de honra na ABL, outros escritores lembram que ele, que não se manifestou a respeito esta semana, anunciou em diversas ocasiões que só será candidato a uma cadeira da ABL dentro de quatro ou cinco anos.

Jorge Amado morreu na última segunda-feira, em Salvador, na Bahia, quatro dias antes de completar 89 anos. O escritor sofreu uma parada cardíaca. Milhares de pessoas compareceram ao seu velório, realizado ontem.

O corpo do escritor foi cremado nesta quarta-feira e suas cinzas serão depositadas no jardim de sua casa, em Salvador, de acordo com seu último desejo.