Paulo Autran volta à consciência depois de coma profundo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de novembro de 2003 as 05:57, por: cdb

O ator e diretor Paulo Autran foi internado na última quarta-feira na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Segundo boletim médico, ele deu entrada no hospital às 11 horas inconsciente e com depressão respiratória. Atendido por uma equipe coordenada pelo médico Fabio Sandoli de Brito, o diagnóstico foi o de pneumonia com broncoaspiração de material gástrico.
 
– O problema foi que ele desmaiou de madrugada e depois vomitou – explicou sua irmã, Martha Autran, que estava no hospital com outros parentes e a atriz Karin Rodrigues.

Segundo Martha, o irmão estava em coma profundo, na tarde de quarta-feira. À noite, porém, um sobrinho informou que ele estava consciente.

Sua mais recente direção teatral, da peça ‘Vestir o Pai’, de Mário Viana, protagonizada por Karin Rodrigues, está em cartaz no Teatro Augusta. Ator de carreira única – ao fazer sua primeira novela já alcançou prestígio nacional por sua atuação nos palcos -, Paulo Autran completou 81 anos em 7 de setembro nos palcos, como protagonista da peça ‘Variações Enigmáticas’, na qual contracenou com Cecil Thiré.
 
Curiosamente, ingressou no teatro profissional a convite da atriz Tônia Carrero, mãe de Thiré, em 1949, na peça ‘Um Deus Dormiu lá em Casa’. Logo na estréia, ganhou os mais importantes prêmios da temporada.

Sempre bem disposto, Autran acompanha constantemente a cena paulistana, quando não está no palco, mas na direção. Raro é o fim de semana em que não é visto no teatro. Há duas semanas, por exemplo, estava na platéia de ‘Quebrando Códigos’, em cartaz no Tuca.
 
Autran é artista de carreira sui generis – quase inteiramente integrada por protagonistas. E em um repertório de peso – o rei Creonte da tragédia grega ‘Antígone’; o general ‘Otelo’, ‘Macbeth’, ‘Coriolano’, o mago ‘Próspero’ e o rei ‘Lear’, de Shakespeare, e o caixeiro viajante ‘Willy Loman’ são alguns entre dezenas de papéis por ele vividos, sem contar participações como o Aparício Varela da novela ‘Sassaricando’ e no filme ‘Terra em Transe’, de Gláuber Rocha.