Partidos da base do governo devem comandar CPI dos cartões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 12 de fevereiro de 2008 as 15:28, por: cdb

PT e PMDB devem ocupar a relatoria e a presidência da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Cartões Corporativos. Por serem os maiores partidos no Congresso, os dois têm essa prerrogativa regimental. O líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), disse que indicou o senador Neuto de Conto (SC) para ocupar a presidência da comissão.

— Ele chegou a ser cotado para presidente do Senado, inclusive com o apoio dos partidos de oposição. Vejo que o Neuto está à altura de assumir qualquer cargo aqui no Senado —, disse.

O PSDB criticou a possibilidade de o comando da CPI mista ficar com partidos da base do governo. Para o presidente do partido, Sérgio Guerra (PE), isso irá impedir as investigações e fazer com que haja defesa do governo na comissão.

— Qualquer um que queira investigar direito concorda que um cargo deve ser da oposição e o outro do governo. O que não faz sentido é o relator ser da banda do governo —, disse.

Entretanto, Guerra disse não se opor ao nome indicado pelo PMDB para presidir a comissão. Neuto de Conto é senador suplente do Leonel Pavan, hoje vice-governador de Santa Catarina. Guerra disse esperar que, por ser suplente, Neuto de Conto não tenha uma atitude governista na CPMI.

— Alguns suplentes tiveram essa atitude, mas não acredito que todos ajam dessa forma —, disse.

O líder do PSB, Renato Casagrande (ES), disse que mesmo com a previsão regimental de a presidência e a relatoria serem dos maiores partidos da Casa, espera que haja um debate sobre o assunto.

— A oposição quer fazer o debate e os líderes devem fazê-lo —, disse.