Parlamento Jovem elege membros da Mesa Diretora e inicia trabalhos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de setembro de 2011 as 11:30, por: cdb

Evento reúne 77 alunos do ensino médio de todo o País para uma jornada parlamentar em Brasília.

Os integrantes do Parlamento Jovem Brasileiro 2011 elegeram nesta terça-feira a estudante Phirtia Raianny, do Rio Grande do Norte, para presidente da Mesa Diretora, que irá coordenar os trabalhos do programa, em sua oitava edição.

A representante de Natal destacou que pretende conduzir as sessões do Parlamento Jovem atendendo aos interesses dos representantes de todos os estados. Ao todo, são 77 participantes. “Quero fazer com que cada um se sinta bem, que haja justiça e que ninguém saia daqui frustrado”, afirmou. Ela disse que nunca teve experiência política e que está em Brasília pela primeira vez.

O estudante João Max, de Minas Gerais, foi eleito vice-presidente; Marroni Alves, do Rio de Janeiro, 1º secretário; e Charleston dos Anjos, de São Paulo, 2º secretário.

A presidente eleita destacou ainda a importância do processo democrático na tomada de decisões e lembrou que, durante a escolha dos membros da Mesa, foi lançada uma chapa de oposição. “Houve uma eleição interna, direta, para escolher os representantes de uma chapa para compor a Mesa e já nessa eleição surgiu uma chapa intitulada de oposição, que abriu espaço para que pudéssemos ter um debate ainda mais democrático”, disse.

Papel do jovem
Na abertura da sessão, o 1º secretário da Câmara, deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), relembrou os principais objetivos do Parlamento Jovem e ressaltou de que forma os jovens podem enriquecer os debates no Legislativo. “A presença e a participação da juventude no processo de apresentação, discussão e votação de proposições contribuem também para que possamos conhecer de perto o pensamento e a realidade desse importante e expressivo segmento da sociedade, seus anseios, expectativas, legítimos interesses”, afirmou.

Como ex-participante do programa, o deputado maranhense Carlos Brandão (PSDB) lembrou sua trajetória na política e também falou sobre o papel do jovem na busca de soluções para o Brasil. “Em 1980, eu estava no lugar de vocês. Lembro que passei uma semana aqui dentro aprendendo, ganhando energia, conhecimento, e isso contribuiu para que hoje eu possa estar aqui representando o meu estado, o Maranhão”, disse o deputado.

Programa
O programa Parlamento Jovem Brasileiro, de inciativa da Câmara, permite a alunos entre 16 e 22 anos de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, mediante participação em uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados.

Os jovens deputados são pré-selecionados pelas secretarias de Educação dos seus estados, por meio da apresentação de um projeto de lei. O número de representantes por estado e pelo Distrito Federal é proporcional ao número de deputados federais.

Projetos
Entre os projetos apresentados está o do deputado jovem Ernando Santos, representante de São Paulo, que cria o Programa Nacional de Incentivo à Prática Respeitosa de Convivência Escolar, com o objetivo de combater o bullying. “É um problema que está se alastrando muito e que traz agressões cada vez mais graves”, observa.

Outra proposta, da deputada jovem Adrielli Passi, que também representa São Paulo, consiste em criar centros de saúde específicos para o atendimento ao idoso.

Continua:Deputados destacam diversidade e importância da experiênciaReportagem – Murilo Souza
Edição – Wilson Silveira